mal

desde que acordas, e mesmo que durmas, enquanto durmas até, esse coração não pára,

e se acordas, não é para fazer mal, se por mal quiseres dizer, mal intencionado,

bem mal fazemos, às vezes sem saber, e outras só depois,

O que é mal? Tens de ser tu a dizê-lo, mas em voz alta, não vás esquecer ou nunca saber do que és feito, e assim sabemos, todos, se o rebatemos.

seja como for, há um dia em que não acordas,

nos outros

ai de ti se não te mexes,

nem que seja para fazer mal.

Franz E., junho 2017

Advertisement